[Cipriano Dourado]

[Cipriano Dourado]
[Plantadora de Arroz, 1954] [Cipriano Dourado (1921-1981)]

quinta-feira, 24 de março de 2016

[1413.] IVONE MARIA DA CONCEIÇÃO TELES [I]

* IVONE TELES *
[09/09/1916 - 13/12/1990]

|| CNMP + AFPP || COIMBRA ||

Tal como sucedeu com as protagonistas republicanas, envolvendo alguns milhares de nomes, também as ativistas do Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas e da Associação Feminina Portuguesa para a Paz, para além de muitas outras oposicionistas à Ditadura Militar e à Ditadura do Estado Novo, acabaram por ser menorizadas pela Historiografia e remetidas para um silenciamento que urge quebrar enquanto é tempo.

Um desses nomes é Ivone Maria da Conceição Teles, que faria este ano cem anos.

Licenciada em Farmácia. 

Filha de Maria da Conceição Marques Teles e de Adolfo Teles, nasceu em Coimbra em 9 de Agosto de 1916. 

Militou, na década de 40, no Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas, tendo participado numa sessão organizada em Agosto de 1946 nas Caldas da Rainha. 

Em Outubro de 1950, foi eleita Tesoureira da Delegação de Coimbra da Associação Feminina Portuguesa para a Paz, agremiação que, então, seria presidida por Gabriela Monjardino de Azevedo Gomes [1900-1980]. 

Presa pela PIDE em 30 de Outubro de 1962, quando residia na R. Bernardo de Albuquerque, 96, 1.º direito, recolheu às prisões privativas da subdelegação de Coimbra e, no dia seguinte, foi transferida para Caxias. 

Libertada em 6 de Novembro, mediante caução, foi julgada pelo Tribunal Criminal de Lisboa em 16 de novembro do ano seguinte, sendo absolvida. 

Do mesmo processo fazia parte, entre outros nomes, Madalena Coelho Marques de Almeida, condenada a um ano de prisão, Eva Amado, condenada a 14 meses de prisão, e a advogada Maria Regina Dias Carvalheiro, também absolvida [Proc. 1536/62, 1.ª Div.].

Faleceu a 13 de Dezembro de 1990.

O meu obrigado a Ivone Maria Pessoa Teles, sobrinha de Ivone Maria da Conceição Teles, pela informação da data de falecimento.

[João Esteves]

1 comentário:

Ivone Teles disse...

A minha tia e Madrinha, irmã mais nova do meu pai. Educada por famílias da oposição ao regime,Republicanas, foram desde sempre os meus valores. Até o meu nome é quase o seu. Ivone Maria Pessoa Teles e assim me considero, tendo adoptado o ( Morais Ferreira ) quando casei, mas que só uso oficialmente.

Agradeço este trabalho e empenho.