[Cipriano Dourado]

[Cipriano Dourado]
[Plantadora de Arroz, 1954] [Cipriano Dourado (1921-1981)]

segunda-feira, 2 de abril de 2018

[1781.] TOMÁS GARCIA [I]

* TOMÁS GARCIA || DEPORTADO PARA TIMOR (1931 - 1933) || DEPORTADO PARA O CAMPO DE CONCENTRAÇÃO DO TARRAFAL (1937 - 1945) *

[Tomás Garcia || 1937 || CLNSRF II || RGP/6512]

Filho de Inácia da Conceição e de José Garcia, Tomás Garcia nasceu em 10 de Março de 1907, na Azambuja e, em 1931, residia em Lisboa, na Estrada dos Prazeres, 35.

Ajudante de chofer, foi preso, pela primeira vez, em 26 de Agosto de 1931, na Rua do Salitre, acusado de estar implicado na revolta contra a Ditadura Militar.

Levado para o Quartel do Carmo por soldados da GNR, passou para a Cadeia Nacional e, em 3 de Setembro, foi deportado para Timor, onde chegou em 16 de Outubro, no navio Pedro Gomes [Processo 326].

[Tomás Garcia || 1937 || CLNSRF II || RGP/6512]

Abrangido pela amnistia de 5 de Dezembro de 1932, regressou em 9 de Junho de 1933. Libertado, terá ido viver para Tagarro, no concelho da Azambuja [ANTT, Cadastro 5296].

Novamente a viver em Lisboa, onde era canalizador, Tomás Garcia voltou a ser preso quatro anos depois, em 16 de Abril de 1937, e mantido numa esquadra incomunicável. Em 13 de Maio, seguiu para a 1.ª Esquadra e daí, em de Junho, para o Aljube. 

[Tomás Garcia || 1937 || CLNSRF II || RGP/6512]

Em prisão preventiva, a aguardar julgamento, embarcou para o Tarrafal em 5 de Junho desse mesmo ano e aí permaneceu oito anos e meio, até 23 de Janeiro de 1946, regressando no navio Guiné [Processo 390/938, enviado ao TME em 19/04/1938]. 

Desembarcou em Lisboa em 1 de Fevereiro e, libertado, voltou a viver na Rua de Campo de Ourique.

Fontes:
ANTT: Cadastro Político 3382 [Tomás Garcia / PT-TT-PIDE-E-001-CX15_m0549].
ANTT: Registo Geral de Presos / 6512.
CLNSRF, Presos Políticos no Regime Fascista - II (1936-1939),  1982, p. 222.

[João Esteves]

Sem comentários: