[Cipriano Dourado]

[Cipriano Dourado]
[Plantadora de Arroz, 1954] [Cipriano Dourado (1921-1981)]

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

[1705.] ANTÓNIO AFONSO PEREIRA [I]

* ANTÓNIO AFONSO PEREIRA || GREVE GERAL DE 18 DE JANEIRO DE 1934 || DEPORTADO PARA ANGRA DO HEROÍSMO E TARRAFAL *

Fiel dos Cominhos-de-Ferro Portugueses, António Afonso Pereira esteve envolvido nos preparativos da Greve Geral de 18 de Janeiro de 1934 e foi detido três dias antes da sua realização.

Preso e condenado a três anos de desterro, acabou por cumprir mais do dobro desse tempo, sendo que esteve dois anos na Fortaleza de São João Baptista, em Angra do Heroísmo, e quase quatro no Tarrafal. 

[ANTT || RGP 35]

Filho de Isabel Francisca Angélica e de Manuel Afonso, António Afonso Pereira era natural de Vila do Bispo onde nasceu em 22 de Julho de 1901.

Fiel de 2.ª da CP e Secretário do Sindicato dos Ferroviários, participou nos preparativos da Greve Geral de 18 de Janeiro de 1934, com contactos com Manuel Vieira Tomé (dirigente comunista ferroviário preso em Abril de 1934 e encontrado enforcado quando no Aljube) e José Cerqueira Valentim, estando encarregado de mobilizar pessoal ferroviário das linhas de Oeste e da Beira Baixa. Manteve também ligações a Coimbra através de Álvaro Pinto Teixeira, Henrique Fernandes Bastos e José Augusto Frutuoso.

Talvez por ter tentado a participação dos factores das estações de Caldas da Rainha e de Leiria e estes não terem aderido, foi preso em 15 de Janeiro, três dias antes da eclosão do movimento revolucionário.

Julgado pelo Tribunal Militar Especial em 19 de Março, foi condenado a três anos de desterro, seis mil escudos de multa e perda dos direitos políticos por cinco anos.

António Afonso Pereira embarcou para Angra do Heroísmo em 23 de Setembro de 1934 e dois anos depois, em 23 de Outubro de 1936, foi enviado para o Tarrafal, de onde regressou em 15 de Julho de 1940 e saiu em liberdade.

Condenado a três anos, cumpriu no total seis anos e meio.

[ANTT || RGP 35]

Fontes: ANTT, Cadastro Político 5187; RGP 35.

[João Esteves]

Sem comentários: