[Cipriano Dourado]

[Cipriano Dourado]
[Plantadora de Arroz, 1954] [Cipriano Dourado (1921-1981)]

quinta-feira, 26 de maio de 2022

[2820.] COLÓQUIO INTERNACIONAL "TRABALHO (NO) FEMININO (1850-1926) - HISTÓRIA DOS AÇORES" || 20, 21 E 22 DE JUNHO DE 2022

 TRABALHO (NO) FEMININO (1850-1926) - PERCURSOS E GEOGRAFIAS *

COLÓQUIO INTERNACIONAL

PONTA DELGADA - S. MIGUEL (AÇORES) || 20, 21 e 22 de Junho de 2022


PROGRAMA

20 de junho de 2022

Anfiteatro da UAc

8h30 – Abertura do Secretariado

9h00 – Sessão de Abertura

9h30 – Conferência de Abertura 

Irene Vaquinhas (Universidade de Coimbra) - “Familiar de faroleiro também é profissão”. Mulheres e trabalho em Portugal no século XIX e inícios do século XX: fontes e problemáticas.

10h15 – Coffee-Break

Painel - Trabalho e Empoderamento Feminino

Moderador(a) | Moderator: Cristina Moscatel

10h30 – Pedro Urbano (IHC - NOVA FCSH/ IN2PAST; CEC- FLUL) - Ao serviço da Rainha: poder informal, agency e micropolítica feminina na monarquia constitucional portuguesa.

10h50 – Adriana Mello Guimarães (IPPortalegre/ CLEPUL) - Jornalismo no feminino: o contributo de Alice Moderno. | online

11h10 – Carmen Marina Vidal Valiña (UEMC) - Las Bibliotecas: un ámbito pionero de trabajo femenino en la España de las tres primeras décadas del Siglo XX. | online

11h30 – Elisa Fauth (CH – ULisboa) - Legislação trabalhista e o trabalho feminino no governo de Getúlio Vargas.

11h50 – Isabel Araújo Branco (CHAM - NOVA/UAc) – A mulher trabalhadora que se torna miliciana: a Guerra de Espanha em textos de María Teresa León. | online

12h10 – Silvia Canalejo Alonso (Universidad de Granada) – Trabajo femenino en Economía Doméstica durante el franquismo. | online

12h30 – Carolina Nascimento (FCSH – UNL) – Da reivindicação à autogestão: uma análise de Oliveira do Caso da Fábrica Sogantal, a partir do Jornal Combate e do Jornal da Sogantal, no contexto do período revolucionário português do século XX.

Debate

13h00 – Interrupção para almoço | Lunch break

Painel - Educação, Emancipação e Feminismo

Moderador(a): Daniela Soares

14h30 – Joana Dias Pereira (IHC – NOVA FCSH) – Working women, Labour and Feminist Movements in the 19th and 20th centuries.

14h50 – Angela Virginia Brito Ximenes (NEDH/UCSAL/CNPq); Vanessa Ribeiro Simon Cavalcanti (NEDH/UCSAL) e Fernanda Lédo Flôres (UFBa) – Mulheres na História: Protagonismos femininos em contexto brasileiro (séculos XIX e XX).

15h10 – Anabela Silveira (Investigadora Independente) - “Independentar pelo trabalho”: um dos eixos do pensamento feminista de Beatriz Pinheiro (Viseu, 1871- Lisboa, 1922). | online

15h30 – Célia Cordeiro (CHAM Açores - NOVA/UAc) – O Manifesto Feminista Português e o Direito das Mulheres ao Exercício de uma Profissão na Europa.

15h50 – Camila Almeida Belarmino (Universidade de S. Paulo) – Arquitetura e amnésia social: em busca das primeiras arquitetas formadas no Brasil. | online

16h10 – Licínio M. Vicente Tomás (CICS.NOVA.UAc) – Filha és, mãe-trabalhadora serás: a trajectória de mulheres nas diferentes gerações face à procura ativa de trabalho remunerado.

Debate

16h45 – Coffee-Break

Painel - Empreendedoras, Empresárias e Cientistas

Moderador(a): N’zinga Oliveira

17h00 – Luíra Freire Monteiro (UEPB – Brasil) – Donas de bens e de gentes: propriedade e empreendedorismo feminino na Capitania da Parahyba (1727-1820). | online

17h20 – Gonçalo de Vasconcelos e Sousa (EA/UCP; CITAR (EA/UCP) – A Ourivesaria no feminino em Portugal no século XIX.

17h40 – Johanne Arnfred (Lund University) – Female ownership of artisan workshops in Southern Sweden, 1840-1880.

18h00 – Valéria Andrade (UFCG) – Josefina Álvares de Azevedo (1851-1913), Jornalista: de Empresária a Empreendedora Social. | online

18h20 – Bruna Valério (CHAM Açores – NOVA/UAc) – “Por preços módicos" - mulheres, trabalho e publicidade nos Açores de 1850 a 1926.

18h40 – Teresa Perdigão (IELT – UNL) e Norberta Amorim (CITCEM/FL-UPorto) – A Primeira geração de rendeiras da ilha do Pico Uma indústria sustentada no feminino.

Debate

21 de junho de 2022

Anfiteatro da UAc (a designar) 

Painel – Operárias, camponesas e artesãs

Moderador(a): Filipa Lowndes Vicente

9h30 – Tamara González López (Universidad de Coruña) – Carregar enjeitados: a profissionalização duma necessidade social (Galicia - siglo XIX). | online

9h50 – Ana Alcântara (IHC - NOVA FCSH / ESE/IPS) – Mulheres no território. O trabalho fabril feminino na Lisboa do final do século XIX. | online

10h10 – Teresa María Ortega López (Universidad de Granada) – La “cuestión agraria”, una “cuestión de género”. Trabajo, imágenes y representaciones de las mujeres del campo en España 1890-1936.

10h30 - Maria Izilda Matos (PUC - S. Paulo) – Mulheres imigrantes portuguesas: presença e ocultamento (São Paulo/Br., sécs. XIX e XX). | online

10h50 – Coffee-Break

11h10 – Paulo Marques Alves (ISCTE-IUL / IHC - NOVA FCSH) – Sindicalismo, sexismo, separatismo: o caso das operárias conserveiras de Setúbal no dealbar do século XX. | online

11h30 – Ana Cristina Sousa; Cecília Cardoso e Diana Felícia (CITCEM – FL-UPorto) - “O outro lado do espelho”: O papel das mulheres nos trabalhos de ourivesaria, marcenaria e fundição de ferro em Gondomar.

11h50 – Catarina Veiga dos Santos (HTC/CFE FCSH-UNL) – A Fábrica no feminino: As mulheres operárias na cidade de Lisboa (1910-1976). | online

12h10 – Cristina Somolinos Molina (Universidad de Alcalá – CHAM – NOVA/UAc) - “La ‘mujer nueva’ ha hablado”: diálogos entre Luisa Carnés y Alexandra Kollontai en Tea rooms. Mujeres obreras (1934). | online

12h30 – Susana Pacheco (Arqueóloga Independente) – Why do we need a gender archaeology when studying factories? | online

Debate

13h00 – Interrupção para almoço | Lunch break

Painel - Operárias, camponesas e artesãs (cont.)

Moderador(a): Bruna Valério

14h30 – Laura Cabezas Veja (Universidad de Granada) – Trabajo femenino en los poblados de colonización del franquismo. | online

14h50 – Frederica Claro de Armada (UMAR) – Mulheres Mineiras e Contrabandistas em Tempos de Guerra.

15h10 – María Mercedes Chinea Oliva (Universidad de La Laguna) - “Demando a …”. Análisis de las reivindicaciones laborales de las mujeres rurales a través de los expedientes de la Junta de Conciliación Local de Adeje (Sur de Tenerife), 1960-1966. | online

15h30 – Daniela Soares e N’zinga Oliveira (CICS.NOVA e CHAM Açores -NOVA/UAc) – Vidas em casa alheia: mulheres do trabalho doméstico.

Debate

16h00 – Coffee-Break

Painel - Mulheres na Saúde e no Ensino

Moderador(a): Ana Cristina Gil

16h20 – Joana M. Couto (CHAM Açores – NOVA/UAc) – Parteiras na ilha de São Miguel no último quartel do século XIX.

16h40 – Clarisse Ismério (Urcamp) – Professoras: o ofício da docência como impulsionador do protagonismo feminino no Rio Grande do Sul Republicano. | online

17h00 – Susana Serpa Silva (CHAM Açores – NOVA/UAc) – Mulheres na Medicina: o exemplo da micaelense Joana de Freitas Pereira (1880-1966).

17h20 – Geneviève de Viveiros (Western University-Canada) – Women in academia during the Belle Époque: Hilda Baynes (1884-1959). | online

17h40 – Susana Santos (Cies.ISCTE-IUL) – Mulheres no ensino do Direito – das pioneiras à academia neoliberal. Histórias de ativismo e sororidade.

18h00 – Clézio dos Santos (UFRRJ – Brasil) – Os processos formativos em Geografia no Brasil e a contribuição da Professora e Geógrafa Amélia Americano Domingues de Castro. | online

18h20 – Piedade Lalanda (ESS - UAc) – Mulheres e anjinhos.

Debate

Jantar do Colóquio | Conference Dinner

22 de junho de 2022

Anfiteatro da UAc (a designar)

Painel - Percursos Femininos Singulares

Moderador(a): Leonor Sampaio da Silva

9h30 – Juliana Fontes de Lima e Luan Ferreira da Silva Paz (UEPB – Brasil) – Josefa de Óbidos e sua contribuição para a arte barroca do século XVII. | online

9h50 – João Esteves (Agrupamento de Escolas de São Bruno – Caxias) – Duas feministas açorianas: Alice Moderno e Maria Evelina de Sousa. | online

10h10 – Ana Barradas (Investigadora Independente) – Alice e Evelina, um grande amor.

10h30 – Isabel Drumond Braga (CIDEHUS-Univ. Évora e CH-ULisboa) – Bertha Rosa-Limpo (1894-1981): música, culinária e cosmética em Portugal.

10h50 – Coffee-Break

11h10 – Andreia Santos Silva (FCSH-NOVA) – Regina Santos de Jesus (1904-1969): Mulher artista, militante, professora, condecorada com a ordem do esquecimento. | online

11h30 – Víctor J. Ortega Muñoz e María Dolores Ramos Palomo (Universidad de Málaga) - “Dos periodistas que abrieron caminos en la prensa española en el siglo XX: Magda Donato (1898-1966) y Margarita Landi (1918-2004)”. | online

11h50 – Luan Ferreira da Silva Paz e Mylena Santos de Magalhães (UEPB – Brasil) – Uma Mulher das Letras: Anayde Beiriz e sua Literatura e Feminismo Diante da Revolução de 1930. | online

12h10 – Riccardo Cocchi (UAb) – António Custódio das Neves: Um pretexto para uma reflexão em torno de identidade e género sobre um caso sui generis. | online

Debate

13h00 – Interrupção para almoço | Lunch break

Painel - Mulheres nas Letras e nas Artes

Moderador(a): Susana Serpa Silva

14h30 – Cátia Costa Rodrigues (University of London) – Modelling as Work? The Employment of Women as Artists’ Models, 1850-1870. | online

14h50 – Cristina Moscatel (CHAM Açores – NOVA/UAc) – A presença feminina nas exposições artísticas do século XIX na ilha de São Miguel.

15h10 – Elisa Lessa (CEHUM - UMinho) – Mulheres artistas em Braga nos finais do século XIX e princípios do século XX.

15h30 – António R. Telles Costa (HTC - CEF da NOVA- FCSH) – Pianistas, harpistas e violoncelistas nos sécs. XIX e XX: a aptidão musical feminina da família Luizello. Breves apontamentos biográficos. | online

15h50 – María del Castillo García Romero (Universidad de Sevilha e Universidad de Cádiz) - De las mujeres y su intervención artística. Relaciones, dependencias e intercambios entre la práctica y el coleccionismo (ss. XIX-XX). | online

16h10 – Coffee-Break

16h30 – Miriane Borges Valle (UNESP – Brasil) – Mulheres instrumentistas no Choro paulistano. | online

16h50 – Jaqueline dos Santos Cunha (UFG-Brasil) – O ingresso das mulheres na cena das histórias em quadrinhos no Brasil. | online

17h10 – Leonor Sampaio da Silva (CHAM Açores – NOVA/UAc) – Escrita no feminino: leitoras, escritoras e tradutoras.

17h30 – Ana Cristina Correia Gil (CHAM Açores – NOVA/UAc) – “Madalena Férin: a ilha e a escrita”.

17h50 – Joana Baião (IPB) – Dos Caminhos Pictóricos de Graça Morais: A Mulher, As Mulheres. | online

Debate

18h30 – Conferência de Encerramento 

Patrícia Zakreski (University of Exeter) – Crafting Professionalism: Victorian Women Writers and the Decorative Arts.

Sem comentários: